ÁREA DO ASSOCIADO

Faça seu login para ter acesso completo a sua conta.

Dúvidas: (92) 3651.7798 | 3308.9313 . contato@simeam.org

Notícias

PRESIDENTE DO SIMEAM DISCURSA EM DEBATE SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Segunda-Feira, 13 de maio de 2019

Audiência pública para debater os reflexos da Reforma da Previdência reuniu diversas lideranças políticas, sindicais e sociais na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) na manhã desta segunda-feira (13).

O presidente do Sindicato dos Médicos do Estado (Simeam), Dr. Mario Vianna, foi um dos líderes sindicais que discursou na tribuna, onde apresentou questionamentos sobre aposentadoria especial para os profissionais médicos, aposentadoria por idade e o direito a insalubridade, além de informar aos parlamentares e ao público presente sobre o comunicado de paralisação do Instituto de Cirurgiões do Estado do Amazonas (ICEA). (Confira)

Lideranças parlamentares em Brasília também estiveram presentes para esclarecer pontos que tocam a previdência estadual e as novas regras para os trabalhadores ruralistas, por exemplo.

O presidente da comissão especial que analisa o documento da reforma na Câmara dos Deputados, deputado federal Marcelo Ramos (PR), e o coordenador da bancada no Senado, Omar Aziz (PSD), apresentaram as principais pautas no tema.

Conforme Ramos, a regra sugerida pelo governo federal que estende a idade mínima para os trabalhadores do campo não passará na deliberação do pleito da Casa. “Não tem chance de alcançar o número mínimo de votos. Mais da metade dos deputados são a favor de reprovar essa regra”, disse. A diminuição do Benefício de Prestação Continuada (BPC) também será barrada, ele declarou, além do aumento de idade mínima de aposentadoria dos professores.

O senador Omar defendeu que cada Estado deve ter autonomia na regulamentação da Previdência e não seguir um modelo fiscal padrão da União. “Não podemos comparar a nossa Previdência com a de estados como o Rio Grande do Sul. Aí quem estiver saudável não vai ganhar nada e quem precisar de verbas, ganha um bônus. Não nos interessa o regime geral”, alegou. Sobre o sistema de capitalização, ele acrescentou que “não é preciso de lei para isso. Quem quiser ir ao banco organizar a poupança, é livre”.

Na próxima semana o presidente do Simeam vai a Brasília-DF, onde cumprirá agenda intensa para continuar a discussão dos pontos apresentados durante a audiência. Na agenda inclui reuniões com o deputado federal Marcelo Ramos, os senadores Omar Aziz, Plínio Valério e Álvaro Dias, dentre outros parlamentares.

 

Deixe seu comentário