ÁREA DO ASSOCIADO

Faça seu login para ter acesso completo a sua conta.

Dúvidas: (92) 3651.7798 | 3308.9313 . contato@simeam.org

Notícias

UM BALANÇO DOS PRIMEIROS SEIS MESES DE 2018

Quarta-Feira, 11 de julho de 2018

O Simeam tem trabalhado muito em benefício dos médicos do Amazonas, veja abaixo as conquistas dos primeiros seis meses de trabalho em 2018 e muito ainda está por vir. Faça parte desse sindicato que só cresce em representatividade, some forças com quem luta por você.

 

No Estado:

  •  A Judicialização da diferença salarial retroativa de maio a novembro/2012 relativo a reposição de 5,1% concedido através da Lei nº 3.287/2012 para todos os médicos da susam e o pagamento de Gratificação de Curso prevista na Lei nº 3.287/2012, em caráter retroativo para grupo de 163 médicos que recebiam o benefício anteriormente à Lei Promulgada nº 70/2009. Em paralelo está sendo tratado politicamente com o Secretário Estadual

 

  • Através de negociação pela Mesa Estadual de negociação de onde o Simeam garantiu assento novamente este ano foi garantida a reposição devida dos anos 2015, 2016 e 2017 já alinhando com a atualização das reposições de 2018 a 2020 num total de 24,20%.

 

  • Início dos trabalhos da Comissão Especial de Enquadramento e Progressão que vai possibilitar ao médico do Amazonas:

a) realinhar os servidores que por vários motivos não foram enquadrados;

b) analisar casos que ocorreram incorreções e erros

c) Fazer uma APD com parecer da PGE (3 progressões)

d) formalizar decreto de enquadramento e avaliações APD

e) criar comissão permanente de APD e AID

f) realizar revisão das Leis do PCCR (dos médicos Lei Promulgada 70)

 

  • Judicialização da Regulamentação da Carreira Médica de Estado, aprovada em 2013

 

  • Conclusão das convocações do concurso público de 2014

 

Todas essas ações acima vão gerar ganhos e está ainda sendo preparada uma ação que vai discutir a progressão funcional de todos médicos da Susam, desde a implantação do PCCR em 2009   com ganhos podem chegar a valores extremamente expressivos, que estão sendo calculados.
 

 

No Município:

 

  • Início da revisão do PCCS - Em 2018 faz 10 anos sem nenhuma revisão. Para os médicos o custo é de R$ 24 milhões e já está sendo iniciado a aplicação do trabalho da revisão em pontos sem impacto financeiro e negociados os de impacto.

 

  • Reposição da inflação de 2017 paga em janeiro de 2018 (4,57%) e judicialização do retroativo desde a reposição referente a abril a dezembro

 

  • Reposição da inflação de 2018 paga em abril (3%)

 

  • Atualização das Progressões por mérito e tempo de serviço com avanço de dois padrões a partir de fevereiro de 2016 que já está com recurso financeiro aprovado para Agosto de 2018 e pagamento de uma promoção que será pago em Setembro

 

  • Pagamento das indenizações trabalhistas, paradas desde 2002 (15 anos), para os médicos demitidos da Semsa, que trabalhavam em Regime de Direito Administrativo (RDA). O Simeam já está de posse da lista dos débitos e está entrando em contato diretamente com os médicos a serem representados.

 

  • Judicialização do pagamento da insalubridade retroativa de 1º de abril de 2008 a 31 de dezembro de 2011.

 

 

Saúde Suplementar:

 

Também buscaram apoio jurídico junto ao sindicato um grupo de médicos cooperados da Unimed Manaus procurou apoio do Simeam em busca de auxilio jurídico com objetivo de se precaver a respeito do futuro da empresa e aos débitos gerados para seus proprietários.

O Simeam em apoio aos colegas está organizando uma ação jurídica coletiva com escritório de advocacia em defesa dos cooperados a fim de que todos tenham certeza dos valores a serem pagos "Precisamos que cada cooperado tenha certeza que os valores a serem pagos são os que ele deve de fato" afirmou Mario Vianna, presidente do Simeam.

O presidente ressaltou ainda que essas perdas devem ser proporcionais aos ganhos "é preciso saber definir na hora de cobrar uma proporcionalidade das perdas com os ganhos de cada profissional e ainda se houver erros de gestão ou desvios provados que os responsáveis possam ser acionados não caindo esses débitos sobre cooperado a responsabilidade de qualquer improbabilidade administrativa causado por qualquer pessoa que seja" afirmou Vianna.

Ainda na saúde suplementar o Simeam acionou a ANS com objetivo de buscar apoio para categoria médica do Estado do Amazonas no sentido de auditar a regularidade dos contratos de serviços médicos e verificar a falta de reajustes dos mesmos.

O Simeam solicitou ainda a notificação dos Planos atuantes no Amazonas que se omitiram as convocações impossibilitando a negociação. Essa medida foi tomada após inúmeras tentativas de negociação de reajuste dos procedimentos médicos junto as operadoras de planos de saúde atuantes no Estado com o apoio do Ministério Público e das Sociedades de Especialidades Médicas.

 

Deixe seu comentário

Notícias anteriores