ÁREA DO ASSOCIADO

Faça seu login para ter acesso completo a sua conta.

Dúvidas: (92) 3651.7798 | 3308.9313 . contato@simeam.org

Notícias

SIMEAM FISCALIZA UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE

Segunda-Feira, 05 de abril de 2021

O Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam) realizou fiscalização técnica em duas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Manaus, nesta segunda-feira, 22/03. A atividade começou na UBS Alfredo Campos, Zona Leste, e continuou na UBS Balbina Mestrinho, Zona Norte. A vice-presidente do Simeam, Dra. Patricia Sicchar esteve à frente da inspeção.


Após receber denúncias sobre a falta de segurança na UBS Alfredo Campos, principal unidade de atendimento aos moradores do bairro Zumbi, o Simeam foi à UBS para conversar com a direção e os profissionais. No início de março, pacientes e trabalhadores foram vítimas da ação de dois homens armados que, além de roubar objetos pessoais, os suspeitos chegaram a agredir as vítimas.


Segundo a diretora da UBS Alfredo Campos, Janiete Barbosa, câmaras de vigilância foram instaladas após a ocorrência e a Polícia Militar passou a fazer rondas com mais frequência, como forma de inibir a tentativa de assalto. “Infelizmente não conseguimos a permanência de agentes de segurança ou portaria”, lamentou.


Atualmente a UBS Alfredo Campos atende somente casos de Covid-19, em horário estendido. Segundo relatos, carros dos trabalhadores tiveram o vidro quebrado e objetos pessoais foram furtados. Além da falta de segurança, a unidade sofre com a visível estrutura precária. “Praticamente todo o forro está comprometido, com fiação elétrica exposta, colocando em risco a vida dos trabalhadores e usuários”, observou a Dra. Patricia Sicchar.


Com 17 médicos no quadro de colaboradores, e sem a figura do diretor técnico, a UBS chegou a atender uma média de 1 mil pacientes ao dia, durante o momento mais crítico da pandemia. “Conseguimos salvar muitas vidas, sem nenhum registro de óbito”, comemorou Janiete Barbosa.


ZONA NORTE


Na UBS Balbina Mestrinho, localizada no bairro Cidade Nova, Zona Norte da capital amazonense, o Simeam obteve a confirmação da falta de filmes para a realização do exame de Raio-X. O problema já dura cerca de dois meses. A vulnerabilidade por conta da falta de segurança, também preocupa pacientes e profissionais.


Com uma estrutura física em condições razoáveis, a unidade apresenta problemas pontuais que precisam da atenção da Prefeitura de Manaus por meio da Secretaria de Saúde (Semsa). "Goteiras no telhado e um problema muito sério envolvendo a fossa. A tampa está quebrando porque o portão do estacionamento fica na área da cisterna" relatou a vice-presidente do Simeam, Dra. Patrícia Sicchar.


A diretora Fernanda Araújo explicou que esses problemas já foram listados e são prioridades para que sejam solucionados. "Estamos trabalhando muito para fazer sempre o melhor pelos nossos colaboradores e a população", afirmou a diretora.


Com o objetivo de ajudar nas demandas das duas unidades, o Simeam vai reunir as informações num relatório e enviar ofícios aos órgãos de fiscalização, controle e regulação, solicitando uma solução para os problemas identificados.

 

Deixe seu comentário

Notícias anteriores