ÁREA DO ASSOCIADO

Faça seu login para ter acesso completo a sua conta.

Dúvidas: (92) 3651.7798 | 3308.9313 . contato@simeam.org

Notícias

SIMEAM QUESTIONA: “QUEM LEVANTA OS DADOS DE MORTES POR COVID-19”

Quinta-Feira, 25 de junho de 2020

No jornal A Crítica de ontem, 24/06, temos como matéria de capa “Números da Covid-19 no Amazonas serão revisados”. A Fundação de Vigilância Sanitária do Amazonas (FVS/AM) alega que os números dos óbitos por Covid-19 em casa podem ser imprecisos ou estarem superestimados.

Diante dessas informações o SIMEAM, como entidade representativa sindical dos médicos amazonenses, vem a público questionar;

1 – Se os dados sobre os mortos por Covid-19, em especial os de óbitos em casa, estiveram superestimados, por que a FVS/AM não buscou fazer essa investigação desde o princípio da pandemia? E por que a FVS/AM e a SUSAM não disponibilizaram os testes para diagnósticos de forma abrangente para toda a população?

2 – Se a FVS/AM, que diariamente divulga os dados da pandemia em todo o Amazonas, tem receio da imprecisão dos dados, como poderemos acreditar que os dados apresentados até aqui sejam, de fato, confiáveis?

3 – Por que a FVS/AM e a SUSAM se recusaram a fornecer os dados sobre os profissionais de saúde mortos por Covid-19 falecidos? Inclusive negando ao SIMEAM os dados, em especial, dos médicos.

4 – Sobre que pretexto a FVS/AM se nega a responder objetivamente aos ofícios do SIMEAM que pedem os dados sobre a verificação do número de mortos nas unidades de saúde da SUSAM, em especial aqui na nossa capital?

O SIMEAM, mais uma vez constata que sempre esteve certo em questionar a veracidade dos dados divulgados sobre a Covid-19 no Amazonas. Questionamos os métodos de aferição da quantidade de óbitos, infectados e de quantos testes rápidos foram realizados.

Infelizmente, nunca fomos respondidos sobre nossas demandas, tampouco deram a devida transparência e publicidade de que assegura a Lei Federal nº 12.527/2011 – Lei de Acesso á Informação. A população do Amazonas e a classe médica, como um todo, tem o direito de saber sobre estes dados relacionados a pandemia.

O SIMEAM quer apenas que a FVS/AM cumpra o seu trabalho de forma transparente e comprometida com a “coisa pública” e a saúde do povo do Amazonas.

Segundo um adágio popular: “antes tarde do que nunca”.

 

Deixe seu comentário

Notícias anteriores