ÁREA DO ASSOCIADO

Faça seu login para ter acesso completo a sua conta.

Dúvidas: (92) 3651.7798 | 3308.9313 . contato@simeam.org

Notícias

SIMEAM QUESTIONA O PORQUÊ DA SUSPENSÃO DA CPI DA SAÚDE

Quinta-Feira, 18 de junho de 2020

O Sindicato dos Médicos do Amazonas (SIMEAM), junto de toda a sociedade amazonense, foi pego de surpresa com a decisão liminar concedida pelo TJAM na noite de terça-feira (16/06), que suspende os trabalhos da CPI que investiga os contratos formados pela SUSAM nessa pandemia de Covid-19.

Ao nosso entender, está muito claro que é mais uma manobra feita pelo governo do Amazonas em impedir a investigação e abafar as pesadas denúncias sobre as compras investigadas pelos deputados estaduais e que foram denunciadas pelo Simeam.

E fica uma pergunta no ar: “Por que o governo do Amazonas quer tanto impedir a investigação?”. “Por que suspender a CPI, logo agora em que os fatos estão sendo apurados?”.

Essa decisão é, no mínimo, estranha e casuísta. Causa-nos espanto, pois, diante de depoimentos que trouxeram fatos graves e que carecem de desdobramentos investigatórios, a CPI é impedida de continuar atuando. Outra coisa que nos deixa surpresos foram os motivos que fundamentam a liminar. Situação sobre escolha de deputado A ou B para a Comissão, ao nosso entender não deve paralisar a investigação. É assunto interno da ALEAM!!!

Com a CPI da saúde paralisada, os culpados continuarão a saquear os cofres públicos e ficarão livres de punições.

Respeitamos a decisão liminar, mas a questionamos da mesma forma que questionamos quando o Judiciário amazonense, também de maneira liminar, suspendeu a tramitação do pedido de impeachment do governador e do vice-governador na ALEAM. Pedido de impeachment apresentado pelo Simeam.

O Simeam, assim como a sociedade do Amazonas, quer a devida apuração dos fatos e punição dos envolvidos!!! Não dá mais para aceitarmos as Instituições do Estado serem usadas para ocultar as informações sobre o uso do dinheiro público da saúde nessa pandemia.

Conclamamos a sociedade amazonense a se manifestar, pois só o clamor popular pode desbaratar mais uma manobra que impede o combate a corrupção na saúde pública do Amazonas

 

Deixe seu comentário

Notícias anteriores