ÁREA DO ASSOCIADO

Faça seu login para ter acesso completo a sua conta.

Dúvidas: (92) 3651.7798 | 3308.9313 . contato@simeam.org

Notícias

SIMEAM ALERTA MAIS UMA VEZ: GOVERNO DO ESTADO QUER DESTRUIR AS EMPRESAS E COOPERATIVAS MÉDICAS

Quinta-Feira, 11 de junho de 2020

A atual gestão de saúde do Amazonas é um verdadeiro desastre. O Simeam vem desde o começo do governo Wilson Lima/Carlos Almeida denunciando os problemas no sistema de saúde, além de oficiar a vários órgãos de controle e fiscalização para pedir a apuração desses fatos. Tudo isso hoje se reflete na qualidade do serviço de saúde pública oferecido para a população.

E não dá pra colocar a culpa desse quadro na pandemia de Covid-19, o novo coronavírus apenas “expôs as vísceras” da falta de gestão, de planejamento e de compromisso do Governo do Estado com a saúde.

De forma criminosa, o governo estadual coloca a culpa da sua própria incapacidade de gestão nas costas dos trabalhadores da saúde. Nos servidores efetivos, aumenta a contribuição previdenciária, congela salários, promoções e reposições já acordadas com as categorias, criando caos e incertezas. Já com os trabalhadores das empresas e cooperativas médicas, o quadro é pior. Hoje temos profissionais da saúde sem receber há 4 meses pelo menos, tendo que custear do seu bolso os seus equipamentos de proteção individual (EPIs). Ou seja, invés de receberem, estão “pagando” pra poderem trabalhar.

Empresas médicas hoje estão sucateadas pelo governo do estado. Tendo seus pagamentos atrasados, sua capacidade de operação comprometida e sendo coagidas pelo sistema “para ficarem caladas e esperar” E tudo isso, para serem retiradas do sistema de saúde, que hoje é entregue as chamadas “O.S” que de “sociais” não tem nada. O maior exemplo é o Hospital Delphina Aziz. Agora também já no Hospital Francisca Mendes e, em breve no 28 de agosto teremos o Iabas que está famosa por desvios no RJ, PB, MG e com certeza em outros locais Brasil afora.

E o que é mais preocupante é o que vem a seguir. Segundo fontes, o governo vem assediando várias empresas médicas, para estabelecer acordos que saem da esfera do correto e eficiente, alimentando práticas duvidosas de gestão e causando prejuízos diretos a todo o sistema de saúde, pois hoje temos profissionais sem salários em dia, sem condições de trabalho, adoecendo e morrendo por falta de EPIs. Temos uma situação de abandono por parte da Susam e isso tem que ser investigado pois não é aceitável que o dinheiro dos trabalhadores da saúde e do atendimento à população seja desviado.

A situação é tão calamitosa que no Hospital Francisca Mendes poderemos não ter mais cirurgias cardíacas por causa da falta de pagamentos do governo do estado a empresa que opera estas cirurgias. Fora que o fato do governo do Estado tirar a UFAM da gestão e colocar uma O.S é gravíssimo!!!

O Simeam não vem defender as empresas e cooperativas médicas, mas defender os trabalhadores que nelas laboram, defender que tenham salários em dia, condições de trabalho e equipamentos de proteção dados pela Susam na quantidade e qualidade necessárias para o trabalho diário. E novamente alertamos. O GOVERNO ESTADUAL QUER RETIRAR AS EMPRESAS E COOPERATIVAS MÉDICAS DO SISTEMA DE SAÚDE!!! Tudo isso para alimentar “a Máfia das O.S”.

Estamos de olho!!!!!!

 

Deixe seu comentário

Notícias anteriores