ÁREA DO ASSOCIADO

Faça seu login para ter acesso completo a sua conta.

Dúvidas: (92) 3651.7798 | 3308.9313 . contato@simeam.org

Notícias

GOVERNO WILSON LIMA DÁ MAIS 100 MILHÕES A O.S QUE ADMINISTRA O HOSPITAL DELPHINA AZIZ

Domingo, 03 de maio de 2020

A Susam, na última segunda-feira 27 de abril, publicou mais um termo aditivo no valor de R$ 101,5 milhões, referente a contrato de gestão firmado com o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), para gerenciar o Hospital Delphina Aziz e UPA Campos Salles. Por mês, o aditivo vai custar R$ 16,9 milhões aos cofres públicos. Dinheiro já empenhado um dia após a publicação, referente ao primeiro mês de pagamento do aditivo, segundo Portal da Transparência do Amazonas.

Diferente daquilo que o próprio governador Wilson Lima afirma, o Delphina Aziz não opera com a sua capacidade total implantada e só agora e em virtude de decisão judicial, o Governo do Amazonas está buscando providenciar o funcionamento integral do hospital, com a abertura da capacidade total dos leitos clínicos, em antecipação à instalação dos respiradores necessários para os leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

O valor anterior do contrato era de R$ 8,4 milhões e, com o aditivo, chega a R$ 16,9 milhões ao mês. O que impressiona, além dos valores, é o tempo do contrato, somente 6 meses e o fato de desde o ano passado o Hospital Delphina não funcionar em sua capacidade plena. Fato este denunciado largamente pelo Simeam no ano passado

De acordo com a Susam, existem hoje na unidade 218 leitos ativados e que os demais serão disponibilizados conforme a aquisição de equipamentos, como ventiladores, entre outros e contratação de equipe especializada para atendimento a pacientes críticos nas Unidades de Terapia Intensiva, tanto médicos quanto equipe multiprofissional, inclusive fazendo contratação, via INDSH, de profissionais que estão vindo de fora alegando “escassez de mão-de-obra especializada no Amazonas”. Isso é um desprestígio, um escárnio aos profissionais de saúde do nosso estado.

Diante dessas alegações, o Simeam quer a apuração dessa operação. Por isso, conclamamos aos órgãos de controle, MPE, MPT, TCE, TJAM, MPF, OAB e ALE-AM que investiguem essas informações pois elas estão cheias de pontos que precisam ser explicados por parte da Susam, pois ao nosso entender, os cofres públicos poderão estar sendo lesados por este contrato

É inadmissível o governo Wilson Lima jogar fora mais de 100 milhões de reais do contribuinte amazonense pelo ralo, sustentando uma O.S que possui ineficiência comprovada na gestão do Hospital Delphina Aziz.

 

Deixe seu comentário

Notícias anteriores